sábado, junho 04, 2011

Prazer masoquista

Existem razões práticas, melhor dizendo, funcionais, pelas quais eu prefiro não me permitir deixar crescer sentimento por uma pessoa.
Depois de pouquíssimo tempo eu tenho a capacidade de ficar num misto de ansiedade, raiva, sentimento de cuidar, de mandar tomar no cu, de ficar perto e depois ficar longe só pra sentir de novo a saudade.
Isso me incomoda profundamente ao passo que me instiga.
Tem fases em que acordo querendo sentir isso todos os dias.
E tem vezes que eu preferia nem ter coração.

Prazer masoquista.
# The more you change, the less you feel.

Nenhum comentário: