terça-feira, abril 28, 2009

Culpa?

"So you wanna be a rock'n'roll star?
Well listen now to what I say:
Just get an electric guitar and take some time
And learn how to play...
Just learn how to play".
(Counting Crows)

Gostaria que fosse assim descomplicado seguir certos caminhos, tomar certas decisões. E nestes momentos de maior confusão mental, a quem você recorre?

...

À família, aos amigos, ao namorado...?
E quando nenhum destes está disponível, como um servente que corre para atender os caprichos do amo, o que você faz?

...

1. Resolve sozinho;
2. Pede ajuda de estranhos ou menos chegados;
3. Chora;
4. Fica estressado.


Se você acha que a terceira opção é a dos mais fracos, então pode me tirar da sua lista.
Faltam-me forças. Quero poder furar o pneu no meio da noite e não ser crucificada por isso, seja lá se a culpa foi do buraco, se foi da velocidade, se foi do prego.
O pneu furado é só o catalisador de uma situação que se aproxima cada vez mais, à medida que as pessoas se afastam.

Se ter 23 anos e errar é pior do que ter 17 e errar, então assumo: quero voltar a ser criança.
Pelo menos quando eu podia me considerar uma, quando quebrava pratos dentro de casa, mamãe dizia: "Calma, filha. Não tem problema. Não precisa chorar".

Maldito sentimento de culpa que me persegue desde sempre.
Reviravoltas...


.

Um comentário:

Little Demon disse...

temos sempre o direito de errar, meu coroa erra, tem 53 anos, e muitas vezes pede minha ajuda, e muitas vezes ajudo... anos nada dizem, nem nunca dirão