terça-feira, fevereiro 19, 2008

Beleza não põe a mesa

"She, who always seem so happy in a crowd
Whose eyes can be so private and so proud
No one's allowed to see them
When they cry"

Eu tenho medo de mim mesma. Finalmente constatei isso ontem após uma série de entraves provocados por adivinha, veja só, quem? Eu não sou daquelas pessoas pra qual você olha e gosta de cara; Deus me deu uma cara de antipática e não há beleza nesse mundo que possa mudar isso. Nunca disse que sou feia; apenas afirmo que não tenho um sorriso cativante ao ponto de me chamarem de simpática. Senso comum que acabei internalizando depois de tantos anos, apesar de ainda implicar de leve com isso.
Ainda assim, tenho percebido que ser como eu sou, digo fisicamente, não é um dos maiores presentes de Deus. Parece cômodo para quem vê de fora. Mas eu tenho estado cansada, cansada de tantas coisas, cansada de tantas situações constrangedoras, cansada de instigar o ódio em outrem, cansada de confusão, cansada de conversas ridículas que tento evitar, cansada de gente sem conteúdo, cansada das dificuldades que emanam dessas “facilidades”.
Começo a invejar pessoas que atraem outros seres humanos somente pela simpatia, pelo sorriso bonito, por um jeitinho único e especial que nasceram com elas. Não que eu não tenha nada disso – creio que tenho sim, minha auto-estima não é baixa não, sei ser agradável, apesar de ter os meus chiliques (normal). Não quero soar superior. Só que ninguém parece querer conhecer esse lado. Como o mundo é medíocre o bastante para se satisfazer somente com o superficial, as pessoas acabam tendo preguiça de descobrir o que se passa dentro da minha cabeça, o que eu quero, o que não quero, o que eu gosto, o que eu odeio, o que eu gosto de fazer nos domingos, a forma como eu repudio quem fala pegando e tudo que me faz ser como eu sou. A situação é crítica ao ponto de alguém querer dividir momentos fúteis comigo somente pela minha aparência. Isso é, definitivamente, repudiável, descartável, não respeitável.
Se beleza não põe a mesa, acho que é por simples e pura indolência dos seres humanos. Não devia ser assim.

2 comentários:

Tojagal disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

evol disse...

cara, bem, sei lá..tenho gostado de ler seus textos, me identifico..tenho tentado ler aos poucos, senão pode acabar e não ter mais o que ler, ou ter que esperar pra ler..enfim!

faz um teste, eu já fiz.
raspa a cabeça, engorda, não toma banho, não escova os dentes..haha..isso pode virar um grande divisor de águas.

não tô brincando quando digo que já fiz o teste.
mas tenho um agravador, que pra muitas pessoas é frescura, enfim!

obrigado por ter um lugr pra escrever..e sei lá.
por mais que vc não vá ler;

enfim!