segunda-feira, maio 22, 2006

Pegue sua guitarra e vá à luta!


Quando você era pequeno, queria ser modelo? Eu queria. E aposto que muita gente também queria. Ganhar rios dinheiro com a beleza? Se você não queria ser modelo, queria ser pelo menos paquita, menudo ou alguma merda dessas que as pessoas acreditavam ser padrões da mais pura beleza. Ainda hoje, vejo que as pessoas ainda querem ser modelos. Fazem uma produção imensa, que vai desde chapinha no cabelo até maquiagens fortes. Tudo pra sair bem na foto, que na maioria das vezes, não passa a idéia da realidade. Será que estas pessoas são frustradas profissionalmente ou somente querem aumentar o ego olhando pra fotos "falsas"? Mas talvez nem os modelos profissionais sejam bonitos de verdade sem todo aqueles apetrechos que usam. Maquiadores famosos. Roupas de estilistas consagrados. Cabeleireiros caríssimos, que chegam a cobrar até U$1000 por corte. Com recursos como estes, é difícil não ficar bonito. Se falta dinheiro, você pode se inscrever no programa da Tyra Banks... ou se for brasileiro, pode tentar ser a princesa do Netinho. Mas esse não é o ponto. Outro dia desses estava discutindo com o Moysés que até o David Gilmour, lendário vocalista do Pink Floyd, era modelo. Não vou negar, ele era um rapaz bonito... forte, loiro de cabelos longos, voz bonita... e sorriso horrível. Dentes podres e os cacete. Creio eu que nas sessões de fotos que ele deve ter feito, não devem ter pedido pra ele sorrir. Gilmour não fazia parte de agência nenhuma, no entanto. Era free lancer. Pediam pra ele vestir algumas roupas ridículas e posar perto de um trator, e ele ia (palavras dele próprio). Dava pra ganhar algo legal, mas ele gastava somente em instrumentos musicais, coisa que ele acreditou sempre ser sua primeira paixão. E o David largou essa vida e foi ser o vocalista de uma das bandas mais famosas e aclamadas da história. Grande David, good choice. Falarei de outro David agora, esse é o Coverdale, vocalista do Whitesnake. Tem gente que não sabe que ele também foi vocal do Deep Purple um dia. Mas o Coverdale, segundo biografias que andei lendo, nunca foi o que não gostaria de ser (Que não foi o caso de Charles Foster Kane, que disse que gostaria de ter sido tudo que o tutor dele odiaria. Nem eu sei o que ele gostaria de ter sido. Pra quem não conhece a história do CFK, vale alugar "Cidadão Kane"). Coverdale sempre esteve na música. Ganhando pouco ou sendo milionário, ele sempre fez o que quis. Fez até faculdade de artes! Gosto muito quando ele explicita isso na música “Walking in the Shadow of the Blues”: “I never wait, or hesitate / 'Cos I love the life I live, I'm gonna live the life I choose / you gotta understand (…)”. Às vezes eu queria ter essa moral de chegar e dizer: porra, foda-se vou ser o que eu queria ser quando eu era pequena. Vou ser paquita, vou ser modelo, vou ser cantora, vou ser cabeleireira, vou ser bailarina (exemplos de coisas que as crianças querem ser quando crescerem). O Elvis era motorista de caminhão e olha só no que ele se transformou: no rei do rock. E eu queria ser a paquita da Xuxa e olha só no que me transformei: em repórter. Ok, daqui alguns anos eu não serei somente isso (espero!!), mas posso afirmar que não chega nem perto da minha primeira opção de carreira. Alguém aqui é o que sempre quis ser? Por que será que não seguimos nossos instintos profissionais? Sinto que isso é uma grande frustração... Mas até que é engraçado pensar... tanta gente queria ser modelo e o David Gilmour, um cara que nem de longe parecia ter vocação para ser modelo, seguiu esta carreira. E ainda largou, porque achava aquilo tudo ridículo. Respeito este rapaz. Ele foi o que queria ser, assim como o Coverdale. E é por isso que eu deixo uma citação do mestre, vocalista maravilhoso e que teve sucesso na vida, fazendo aquilo que sempre sonhou.

“My father said you're crazy,
He said what you gonna do?
I left with my guitar and said
I'll leave it up to you
I'm gonna live the life I love
And live the life I choose”
(Whitesnake)

posted by: Loy*
para ouvir lendo este texto: "Walking in the shadow of the blues" (Whitesnake)

Nenhum comentário: